Bidê ou Balde em tour por Santa Catarina neste fim de semana

bide-ou-balde-3-credito-christian-jung

O grupo gaúcho Bidê ou Balde inicia na noite desta sexta-feira uma tour pela região norte de Santa Catarina e Vale do Itajaí, com três apresentações marcadas nas cidades de Porto Belo, Joinville e Blumenau.

Nesta sexta-feira, a primeira parada é no Vintage Rock Bar, em Perequê, na cidade de Porto Belo. A casa fica na Rua Dorvalino Voltolini nº 1000, e os ingressos antecipados estão à venda por R$ 30 antecipados, em Itapema na loja Bandalheira, shopping Russi e Russi, em Porto Belo no Posto Tio Hugo, em Balneário Camboriú na loja Túnel Do Rock, e em Tijucas na Barão Tattoo. On line os ingressos são encontrados no site Ingresso Nacional (https://www.ingressonacional.com.br/evento/4473/show-nacional-bide-ou-balde). Na hora as entradas custam R$ 40. A abertura fica por conta da banda Superchess.

Já em Joinville o show será neste sábado, no Bovary Snooker Bar, que fica na rua Visconde de Taunay, 168. Os ingressos custam R$ 30 para os homens e R$ 20 para as mulheres.

Fechando a tour em grande estilo, no domingo é a vez da cidade de Blumenau receber os gaúchos da Bidê ou Balde. O show desta vez será no Teatro Carlos Gomes (Rua XV de Novembro, 1181 – Centro), a partir das 20h, com abertura da banda blumenauense Clube dos Corações Partidos. Os ingressos estão à venda pelo site Blueticket a partir de R$ 33. Compras pelo link: ww.blueticket.com.br/13794/Bide-ou-Balde

Anúncios

Wander Wildner passa por Santa Catarina para divulgar novo disco

wander-wildner

O músico gaúcho Wander Wildner já está em Santa Catarina para uma série de shows de divulgação de seu novo disco: “Existe Alguém Aí?”. Acompanhado de sua banda, o cancioneiro punk-brega começa a tour nesta quinta-feira, dia 16, no General Lee, em Floripa (mais informações aqui). Amanhã, se apresenta em Itajaí, no Green Pub (mais infos aqui), com abertura da banda local Silêncio de Chumbo. Para encerra a viagem no sábado, o show é no Bovary, em Joinville (mais infos aqui). Nesta data, quem abre a noite é a banda Don Capone, de Orleans.

Somaa e Sylverdale fazem show de lançamento de split hoje, em Joinville

Em dezembro do ano passado os apoiadores do projeto de crowndfouding para a gravação do split “Clube da Distorção e Quebradeira Vol. II” tiveram acesso ao disco físico, que conta com músicas das bandas joinvilenses Somaa e Sylverdale. Agora, cerca de quatro meses depois, chegou a hora do público conhecer como funciona o “Clube” ao vivo, no show oficial de lançamento do split. Será nesta noite, no Let It Be Pub, em Joinville (saiba mais aqui).

A apresentação também faz parte do projeto de financiamento coletivo, já que entre as cotas vendidas estavam a entrada para o show de lançamento do CD. Para o restante do público, o ingresso custa R$20 (homens) e R$10 (mulheres). Antes das bandas, a noite começa com a discotecagem de Evandro Vieira.

No ano passado o split entrou na lista feita pela equipe do Válvula Rock dos melhores discos catarinenses de 2014. Veja o que falamos sobre a parceria das bandas joinvilenses:

“Unir forças e contar com uma mão dos amigos foi a forma que as bandas Somaa e Sylverdale encontraram para viabilizar o disco “Clube da Distorção e Quebradeira Vol. II”. O split com 12 músicas, seis de cada grupo, promove uma divulgação maior a ambos. Eles arrecadaram através de um financiamento coletivo recursos para transformarem o projeto em um material palpável: um CD físico.

A iniciativa deu certo e as 12 faixas gravadas em Joinville soam até certo ponto homogêneas. Não dá pra dizer que Somaa e Sylverdale bebem de fontes diferentes, mas cada qual tem sua peculiaridade. A Somaa, encarregada das seis primeiras faixas, projeta melodias bem construídas sob as letras refectivas de Rafael Zimath. O trio segue uma métrica calculista nos arranjos, com várias passagens, riffs pesados, solos e oscilações entre barulho e calmaria.

Já a Sylverdale entrega de cara a sua afeição ao grunge e o rock alternativo dos anos 90. A tática de som limpo/distorção também está no seu cardápio. Ao contrário da Somaa, a Sylverdale escreve a maioria de suas canções em inglês, com Hesséx Cognato cantando com rouquidão enquanto as guitarras estouram ao fundo, remetendo a camisas de flanela em um porão qualquer. Sem faltar, ao fim, a melancolia de violão e vocal arrastado em “Before It Was Dark”.

Como curiosidade do disco, cada banda gravou uma composição da outra. Foi assim que “Go Ahead”, da Sylverdale, virou “Vá” nas mãos da Somaa. Enquanto “Três”, da Somaa, foi regravada pela Sylverdale, com a adição de teclados.”

Mosaico Adulto, de Joinville, lança primeiro EP

O mês de fevereiro fechou com mais uma boa novidade para a música catarinense. De Joinville, a banda Mosaico Adulto lançou seu primeiro EP na web na última semana. São cinco faixas divulgadas através do Soundcloud (ouça aqui), com influências declaradas do rock nacional da década de 80 e estilos que se destacaram em décadas seguintes, como o grunge e o indie. O quarteto vem desde 2013 trabalhando nas composições autorais e a primeira leva foi registrada no Bend Studio.

Entre as curiosidades deste mosaico está a função exercida pelo músico Tiago Luis Pereira. Baterista na Somaa, ele assume o posto de frontman e compositor neste projeto. Outra novidade é Paulo César Jr, guitarrista e baterista em outras bandas, como baixista. O grupo ainda conta com André Cidral na bateria e Álvaro Scheid na outra guitarra, que também tocam em outras bandas da cidade.

Com um trabalho muito bem apresentável em mãos, desde composições e arranjos, a gravação e projeto gráfico, a Mosaico Adulto prova que a safra de boas bandas na maior cidade do Estado está diretamente ligada a competência e maturidade dos músicos que se intercalam em diferentes projetos. Novos frutos virão em breve, como o novo disco da Fevereiro da Silva.

mosaico_adulto

Sugar Kane dá “último” rolê em Santa Catarina neste final de semana

SUGARKANE_DVD_PROMO_rafaelKENT

Chegando ao seu 18º ano de serviços prestados ao hardcore nacional, a banda paranaense Sugar Kane decidiu fazer uma pausa nas atividades neste ano e até março estará em uma turnê de “despedida” dos palcos. Bastante conhecido em Santa Catarina, o grupo escolheu duas cidades catarinenses para incluir neste “último rolê” pelo Brasil.

Curiosamente, é justamente na despedida que a Sugar Kane passará pela primeira vez em Joinville. Neste sábado, dia 10, o grupo se apresenta no Mr. Bean, com abertura da também paranaense No Reply e da banda local Super Brava. Mais informações sobre este show aqui. Já neste domingo o grupo segue para Florianópolis, onde toca no Inside Corner. Antes, sobem ao palco as bandas Bizibeize e Ratclif. As informações sobre este show estão aqui.

Os paranaenses contam com um currículo admirável dentro do cenário independente nacional. São sete discos de estúdio, três Eps e 2 DVDs ao vivo. Desde 1997 na estrada, a banda já passou pelos palcos europeus e norte-americanos. A Sugar Kane também esteve presente na primeira edição do Festival Válvula Rock, primeiro evento organizado pela produtora, no ano de 2007.