Festa Weekend Wars traz argentinos da Petit Mort para Itajaí. Confira um bate papo com a banda

A noite promete ser quente na festa Weekend Wars, que rola nesta sexta-feira no At Home, na Praia Brava, em Itajaí. Geralmente marcada pelas discotecagens, a festa do produtor Léo T. Motta traz desta vez duas ótimas bandas para o palco da casa. Além dos manézinhos do Skrotes, a argentina Petit Mort retorna a cidade com o recém-lançado disco Bit The Hook debaixo do braço (escute aqui).

O trio de hermanos recentemente se mudou para Floripa e tem rodado o país divulgando a sua mescla de grunge, stoner e metal. A Weekend Wars de hoje conta ainda com a discotecagem do Válvula Rock, com Flavio R. no comando. Mais informações aqui.

Com a bagagem pronta para embarcar para Itajaí, a guitarrista e vocalista da banda, Michelle Mendez bateu um papo rápido com o Válvula Rock e falou sobre a repercussão de Bit The Hook no Brasil. Confira:

Porque vocês escolheram Florianópolis para fixar residência?

No ano de 2013 a gente fez 70 shows no Brasil, foram 5 turnês só nesse ano. A gente recebe convites pra fazer shows no Brasil o tempo todo. Estávamos vindo muito seguido, aí pra fazer o lançamento de Bite The Hook ficou mais fácil vir e morar do que continuar indo e voltando pra Buenos Aires. Além disso, o Brasil é um ponto de partida ótimo pra Europa. A gente fez vários shows na ilha e grandes amigos que nem os Skrotes, adoramos e não fica tão longe de casa (Buenos Aires).

Como tem sido a repercussão do novo disco?

A repercussão de Bite The Hook está muito massa! A imprensa brasileira está acompanhando muito, todos os dias têm matérias da Petit Mort e do disco, estamos muito felizes com a resposta. Estamos tocando todas as músicas de Bite the hook ao vivo, temos lançado ele nos carnavais de DF, Goiás e Minas Gerais, nos dias 20, 21, 22, 23 vamos apresentar ele em SC, e 26, 27, 28, 29 no Rio de Janeiro. Queremos apresentar o disco no Brasil todo.

petit mort

Qual a diferença do meio independente aqui para na Argentina?

O Brasil tem uma cena autoral independente muito admirável, bandas de muita qualidade conectadas e produtores fazendo grandes festivais com boas estruturas de palco pras bandas autorais de sua cidade, se conectando com outros produtores de outras partes do país. É um país gigante com 220 milhões de brasileiros e grandes capitais, dá pra circular infinitamente. Argentina é um país bem menor e com a cena centralizada em Buenos Aires. As distâncias entre cidades são bem maiores (a Patagonia tem muito deserto). Após o acidente de Cromañon (em 2004, quando morreram 300 pessoas num show de uma banda de rock and roll muito conhecida porque o local pegou fogo) a prefeitura fechou muitos lugares para música ao vivo e ainda hoje dia continuam fechando.

A banda já rodou em turnês pela América e Europa, existe algo por ai parecido com o som que o Skrotes faz?

Skrotes é uma banda fodástica! Música admirável! Não temos compartilhado o palco com nenhuma banda similar não. A cena instrumental do Brasil é muito massa também e o público está bem receptivo a propostas novas.

Malungo lança clipe em show neste domingo, em Blumenau

Comemorando um ano do lançamento do disco ‘Batuque.Balanço.Groove’, a banda blumenauense Malungo lança neste domingo o clipe da faixa “Eu Boto Fé”. O show de lançamento será no Don Pub, às 19h, quando o vídeo será exibido pela primeira vez, e a entrada custa R$15,00. Produzido pela própria banda, o clipe tem direção do cineasta Andreas Peter. Confira abaixo o teaser do vídeo:

Godoy faz show de lançamento de EP nesta noite, em Balneário Camboriú

Esta noite será de hardcore em Balneário Camboriú. Prata da casa, a banda Godoy faz o show de lançamento do EP ‘Estocolmo’ no Teatro Municipal Bruno Nitz, às 20h. A entrada é gratuita e uma hora antes da apresentação os ingressos estarão disponíveis para retirada na bilheteria do teatro. O EP foi lançado oficialmente em dezembro do ano passado pelo Válvula Rock Discos e pode ser ouvido e baixado aqui. ‘Estocolmo’ foi financiado pela Lei de Incentivo a Cultura da Fundação Cultural do município e gravado no estúdio Silver Tape.

11071738_893530190669817_3962076917762642048_n

Enzime faz show comemorativo de 20 anos hoje em Blumenau

Bons tempos do punk rock e hardcore melódico catarinense serão relembrados nesta noite no Don Pub, em Blumenau, com o show comemorativo de 20 anos da banda Enzime. Os ingressos custam R$15 e a abertura fica por conta da banda Vulcânia. Recentemente a Enzime disponibilizou na web os seus dois discos para download. Do As You Like! (2000) e A Eterna Busca de Um Lugar Legal pra Ir (2004), além de 6 faixas que entraram na coletânea Spirit of Youth(1998), podem ser baixados aqui.

Teco Martins (Rancore) faz show solo nesta noite em Balneário Camboriú

Os fãs do hardcore melódico da banda paulista Rancore, atualmente em hiato de suas atividades, terão a oportunidade de conhecer de perto o trabalho solo do vocalista Teco Martins nesta noite. Teco se apresenta em Balneário Camboriú, na Barra Sul, a partir das 21h. Ele traz na bagagem versões acústicas para as faixas que você pode ouvir aqui e deve também atender a pedidos de músicas da sua banda de origem. Mais informações sobre a apresentação aqui. Como contribuição do público, Martins pede R$10 para custear a viagem e também doar para a Casa do Pequeno Cidadão.

Mosaico Adulto, de Joinville, lança primeiro EP

O mês de fevereiro fechou com mais uma boa novidade para a música catarinense. De Joinville, a banda Mosaico Adulto lançou seu primeiro EP na web na última semana. São cinco faixas divulgadas através do Soundcloud (ouça aqui), com influências declaradas do rock nacional da década de 80 e estilos que se destacaram em décadas seguintes, como o grunge e o indie. O quarteto vem desde 2013 trabalhando nas composições autorais e a primeira leva foi registrada no Bend Studio.

Entre as curiosidades deste mosaico está a função exercida pelo músico Tiago Luis Pereira. Baterista na Somaa, ele assume o posto de frontman e compositor neste projeto. Outra novidade é Paulo César Jr, guitarrista e baterista em outras bandas, como baixista. O grupo ainda conta com André Cidral na bateria e Álvaro Scheid na outra guitarra, que também tocam em outras bandas da cidade.

Com um trabalho muito bem apresentável em mãos, desde composições e arranjos, a gravação e projeto gráfico, a Mosaico Adulto prova que a safra de boas bandas na maior cidade do Estado está diretamente ligada a competência e maturidade dos músicos que se intercalam em diferentes projetos. Novos frutos virão em breve, como o novo disco da Fevereiro da Silva.

mosaico_adulto

Americanos do The Flying Eyes começam tour brasileira por Santa Catarina

Santa Catarina terá a honra de receber os dois primeiros shows da tour brasileira da banda americana The Flying Eys. Com apresentações em Florianópolis, na sexta-feira (06/03), e em Rio do Sul, no sábado (07/03), o quarteto de Baltimore fará ainda mais cinco shows no país, passando pelos estados do Rio de Janeiro, Goiás e São Paulo. Na América do Sul, a banda faz hoje o seu segundo e último show na Argentina.

the-flying-eyes
Em Floripa a apresentação será na Célula, com abertura de duas novidades locais: a instrumental Monte Resina e a psicodélica/stoner Kill All The Superstars (KATSS). Mais informações aqui.

Já no Alto Vale a The Flying Eyes integra a extensa programação do Grito Rock Rio do Sul. Serão três dias e 17 atrações ao todo, contemplando em grande parte a cena local e regional com apresentações na Gaia Tattoo, Parque Harry Hobus e Porão do Duque, este último onde os americanos farão seu show. Confira todas as informações aqui.

Sobre os americanos

Quarteto de blues rock psicodélico fundado em 2007, quando seus integrantes mal haviam atingido a maioridade, o grupo possui quatro discos no currículo e extensas turnês por todo o continente europeu e norte-americano, além de passagem pela Índia.

A banda possui como características letras intensas e sonoridade calcada em referências como Cream, 13th Floor Elevators e outros mestres lisérgicos dos anos 60 e 70. Essa atmosfera vintage é acentuada pela voz sombria e vigorosa de Will Kelly, cuja timbragem às vezes remete à Jim Morrison na fase ‘Morrison Hotel/L.A. Woman’.